sexta-feira, março 05, 2010

"See? I'm the only one that sees the whole picture. That's what they mean by genius".


Whatever works foi dos filmes que mais gozo me deu ver nos últimos tempos e também um dos melhores Woody Allen em tempos mais recentes (não olvidando o fabuloso Match Point (2005) e, eventualmente, o Cassandra's Dream (2007), que não vi). É um Woody Allen que toca no mesmo humor neurótico dos inevitáveis Annie Hall (1977), Midsummer Night's Sex Comedy (1982) ou Manhattan (1979), mas muito mais arejado; a neurose é a mesma, mas a perspectiva é agora outra, bem mais descontraída e optimista.

Inacreditavelmente, o youtube não tem (ou eu não encontrei) aquela que para mim é a melhor cena do filme: quando Boris (Larry David) desce as escadas exclamando "Vou morrer, vou morrer, eu vou morrer!", e a mulher, preocupada, lhe pergunta "queres que chame uma ambulância?". Ele abana muito a careca dizendo "não, não, não é isso, não estás a perceber, eu um dia vou morrer!".
A esta se segue imediatamente outra cena sublime, quando Boris e a mulher iniciam um diálogo cuja conclusão, feita por Boris, é qualquer coisa como "apaixonámo-nos de uma forma perfeitamente racional: gostávamos da mesma literatura, da mesma música, da mesma arte; fez tanto sentido, foi tão racional, que deu nisto".

(Perdoem-me a muito provável adulteração grosseira dos diálogos, mas a culpa é mesmo do youtube. E transcrito perde metade da piada, bem sei).

2 comentários:

Daniela Ramalho disse...

"Oh the horror, the horror, the horrror!" :)
Eles começam o filme logo com um diálogo impressionante que mete tanta frase feita que torna toda a situação cómica devido à convicção com que o Larry David fala... ele está perfeito a encarnar a típica personagem que caberia ao woody allen. Gostei mesmo muito do filme, acho que o vicky cristina não tinha sido tão bem conseguido em comparação com outros que já vi dele.

Francisco disse...

"The horror!", precisamente:)
Eu achei o "Vicky Cristina" mesmo muito fraquinho. E o "Scoop" idem (tirando aquela cena da Scarlett em fato de banho vermelhão). Mais antigo, mas já deste milénio, gostei muito da "Maldição de Jade" (acho que é assim a tradução): http://www.imdb.com/title/tt0256524/