terça-feira, janeiro 25, 2011

copia conforme



"Um escritor nunca consegue pôr tudo num livro. Por isso escreve outro".
Copia Conforme, de Abbas Kiarostami.


Seria leviano usar uma ou duas palavras bombásticas para descrever este filme. Por isso, já tarde e a más horas, uso seis: demasiado-prodigioso-para-não-ser-visto.

(depois do filme, fui ver o novo do Woody Allen. Erro meu, claro. "Nunca comas o doce antes da fruta", sempre me disseram os meus pais)

2 comentários:

du disse...

que achaste do filme do woody allen, para além de ser pior que este?
tenho por tradição não gostar dos filmes dele, e pergunto-me se arrisco ver o último.

Francisco Noronha disse...

Eu tenho por tradição gostar dos filmes dele, mas quanto a este, tirando algumas boas gargalhadas, achei-o fraquinho. Foi o filme com menos dedo "Woody Allen" que já vi dele, e digo isto porque acho que todos os seus filmes "só podiam" ter sido feitos por ele. Este não; é uma comédia como outra qualquer, que foi realizada pelo Woody Allen mas que podia ter sido realizada por outro realizador qualquer que também se interesse por crises de terceira idade, psiquices (essas sim, "woodyallenescas", mas que neste filme nem têm aquela piada que têm noutros filmes dele), videntes charlatãs e afins.

Dizia-te, pois, para arriscares antes no "Copia Conforme". :)